Conheça os nossos fundos ESG

Confira os nossos materiais em destaque:

Investimento Responsável

nos tempos de covid

Radar ESG

confira

Nossos princípios

confira aqui

Mudanças Climáticas

confira aqui

Perguntas Frequentes

Como gestores dos recursos de nossos clientes, temos a responsabilidade de investi-los de forma ética e responsável, buscando um completo entendimento das oportunidades e dos riscos envolvidos em nossas decisões. Além disso, o horizonte de investimento no Brasil era de curto prazo até pouco tempo atrás. Porém, com as alterações que estamos vendo no cenário econômico, os investidores estão revendo essa questão. Dessa forma, olharmos empresas que se preocupam com a perenidade e sustentabilidade de seus negócios e produtos se torna relevante ao mesmo tempo em que o nosso horizonte de investimento é alongado.

A integração de questões ESG na avaliação de empresas tem como objetivo gerar valor por meio da obtenção de um retorno mais ajustado ao risco dos portfolios. Analistas cientes do impacto financeiro de questões ESG podem tomar melhores decisões de investimento. Então, integramos aspectos que a análise financeira tradicional não irá olhar. Considerando essas questões no nosso processo de investimento, temos uma visão completa dos riscos e oportunidades. Fazemos tudo isso através de um modelo que engloba os temas relevantes e materiais para cada um dos setores e empresas investidas.

Além disso, atuamos nessa frente através do voto em assembleias de empresas investidas (proxy voting) considerando questões ESG e promovendo melhores práticas para a sustentabilidade destes negócios.

Outra forma relevante que atuamos é através dos engajamentos com empresas investidas, gerando valor na medida em que as empresas enderecem adequadamente temas ESG relevantes às suas operações.

O impacto gerado por essas práticas é muito grande quando consideramos a mudança de comportamento que causamos nas empresas que investimos.

Assim, o que significa tudo isso para nosso cliente? Ao investir conosco, essas questões já estão sendo consideradas em nosso processo de investimento independente da estratégia que ele escolha. Cada cotista de fundos da Itaú Asset pode saber que também está influenciando positivamente a sociedade, meio ambiente e a governança das empresas quando escolhe nossos fundos. 

Empresas que se atentam as questões ESG estão mais bem preparadas para lidar com as mudanças nos padrões de produção e consumo utilizando de maneira mais eficiente os recursos naturais e minimizando o impacto de seus produtos e embalagens no meio ambiente.

A integração ESG na avaliação de ativos de Renda Váriavel e Renda Fixa traz informações adicionais às que estão tradicionalmente disponíveis sobre as empresas. Cientes dessas informações gestores podem tomar uma decisão de investimento mais bem informada, contribuindo positivamente com a obtenção de um retorno mais ajustado ao risco. 

Sim! O Itaú Momento ESG Ações é o nosso fundo de renda variavél com gestão ativa ESG. Lançamos em 2020, o Carteira ESG Internacional e os fundos Itaú Index ESG Energia Limpa e o Itaú Index ESG Água

Também temos dois ETFs: o ETF ISUS11, que segue o Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 (ISE B3) e o ETF GOVE11, que segue o índice de governança corporativa da B3 (IGCT).

Com histórico de 15 anos, o ISE B3 foi uma iniciativa pioneira na América Latina e é composto por empresas que estão alinhadas às demandas de desenvolvimento sustentável da sociedade ao mesmo tempo que estimula a responsabilidade ética nestas corporações. Hoje o ETF conta com 30 empresas representando mais de 10 setores diferentes da economia que segue o índice de sustentabilidade da B3. O ETF GOVE11 segue o índice IGCT, o qual contém companhias as quais voluntariamente adotam critérios diferenciados de governança corporativa, devendo estar presentes nos segmentos Novo Mercado ou nos Níveis 1 ou 2 da B3.

Os resultados de performance do ISUS11 e GOVE11 são boas evidências de que estratégias dedicadas a ESG geram performance superiores a benchmarks tradicionais. Ambos ETFs tiveram retornos superiores ao Ibovespa em janelas de longo (24 meses- maio/18-maio/20 e de curto prazo (4 meses -jan/20-abril/20), sendo que o desempenho nesse último período mostra a resiliência desse tipo de empresa em períodos de alta volatilidade.  As performances sempre atualizadas desses fundos podem ser encontradas em https://www.itnow.com.br/.

Nosso modelo antecipou por exemplo uma possível perda de licença por uma empresa por conta do nosso monitoramento de reclamações de consumidores, mapeada através da dimensão social. Em outra ocasião conseguimos mapear quais as empresas estavam mais bem posicionadas para enfrentar a crise hídrica observada entre 2014-2016. Com essa informação os gestores dos fundos puderam reorganizar as carteiras e proteger os investidores.